Programa Primeiro Corte

O Programa Primeiro Corte – PPC é um dos pilares do PirenópolisDoc e a cada ano se fortalece como um dos únicos laboratórios de montagem para filmes documentários do Brasil.

O PPC constitui-se em uma oportunidade de imersão e reflexão para realizadores de filmes de longa-metragem em fase de pós-produção. Durante o processo, as obras selecionadas são projetadas e debatidas entre os autores, participantes e tutores.

Já tutoriaram o Programa nomes como Eduardo Escorel, Hilton Lacerda, Mariana Lacerda e Renato Vallone. Para a quarta edição do festival apresentamos duas super novidades: ofereceremos  também, pela primeira vez, uma consultoria de mercado, para guiar as obras participantes sob as perspectivas de venda do documentário no Brasil. Além disso, teremos também o Prêmio Zumbi Post.

As(os) interessadas(os) em participar devem preencher todos os campos do formulário da ficha de inscrição e mandar um link (com senha) para visualização de um corte da obra em montagem, de 15 min.

 

Marcelo Pedroso

Esse ano, quem assume a direção do programa de montagem é Marcelo Pedroso, documentarista, natural de Recife.

Entre os filmes que realizou estão os longas-metragens Brasil S/A (Melhor Roteiro e Direção – Festival de Brasília), Pacific (Melhor Filme – CineEsquemaNovo), KFZ-1348 (Prêmio do Júri – Mostra de São Paulo) e os curtas Câmara Escura (Melhor Filme no Curta Cinema – RJ) e Corpo Presente (Melhor montagem na Mostra de Londrina).

É Mestre em Cinema pela Universidade Federal de Pernambuco, com pesquisa sobre documentário contemporâneo, onde atualmente cursa também o Doutorado em Cinema. Atua como educador e pesquisador, ministrando cursos e oficinas em diversas regiões do país.

 


 

Renée Amazonas Castelo Branco

Renée Amazonas Castelo Branco é responsável pela faixa de documentários da GloboNews, criada há quatro anos, curadora dos projetos apresentados em parceria com a Globo Filmes e dos documentários produzidos internamente.

É jornalista desde 1976, foi repórter da Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e Gazeta Mercantil. Entrou para a TV Globo de SP em 1981.

Trabalhou também no Rio e em Londres. De volta ao Brasil, entrou em 1997 para a GloboNews onde criou o programa Sem Fronteiras dedicado a assuntos internacionais.

Colaborou como pesquisadora e coordenadora dos documentários do diretor João Jardim: Janela da alma, Pro dia nascer feliz, Lixo extraordinário, e Amor?

Formada em Ciências Sociais com pós-graduação em Ciência Política pela USP, e em Jornalismo pela Fundação Cásper Líbero.

 

 

 

PRÊMIO ZUMBI POST

A Zumbi Post é um autêntico laboratório digital focado em correção de cor e qualidade na pós-produção de conteúdo audiovisual. Este ano, é nossa parceira e oferecerá o PRÊMIO ZUMBI POST para um dos participantes do Programa Primeiro Corte, que ganhará serviços de pós-produção para a sua obra.

 

PROGRAMAÇÃO

O laboratório de montagem acontecerá dentro da programação do IV PirenópolisDoc, durante os dias 05, 06, 07 e 08 de setembro, em formato de imersão, na cidade de Pirenópolis – GO. As inscrições estão abertas até o dia 04 de Junho e a participação é gratuita.

 

PROJETOS SELECIONADOS

 

ANDANTE

São João Da Boa Vista (SP) / São Paulo (SP)

Existe um lugar onde santas fazem peixes caírem do céu, onde crianças conversam com mortos, onde fantasmas caminham à luz do dia, onde milagres acontecem. Entre religiosidade, fé, devoção, temor, folclore e cultura, o filme “Andante” percorre o Caminho da Fé, que tem como marco zero a cidade paulista de Águas da Prata, e na Basílica de Nossa Senhora Aparecida (em Aparecida – SP), seu ponto final, buscando construir uma cartografia espiritual e simbólica das relações que atravessam a construção do imaginário de uma população marcada por uma formação católica-cristã, de origem escravocrata, e o peso de um passado que se atualiza nas histórias e invenções coletivas atuais. Com início em 2014, contemplado pelo Prêmio PROAC de Incentivo à Realização de Curta-Metragem, o filme foi rodado em Abril de 2016 como projeto de longa e encontra-se em fase de reelaboração após uma versão de 20 minutos ter circulado por alguns festivais e mostras, mobilizando debates sobre o projeto de montagem atual. Finalmente, o longa-metragem “ANDANTE” pretende, durante todo o processo de edição e finalização, costurar novas camadas de interpretação sobre o interior paulista contemporâneo e convocar o espectador para uma viagem sensível em torno da fé, do mágico e do invisível.

Direção: Isaac Pipano

Co-Direção: Giuliano Gerbasi

Montagem: Giuliano Gerbasi e Lucas Andrade

 

A ÚLTIMA IMAGEM

Goiânia (GO)

Benedito é cego desde os 14 anos. Talvez por esta razão, sua vida, memórias do Amazonas e seus poemas sejam tão visuais. Em Paris, ele conhece e se casa com Jean-Luc, que se torna, de alguma forma, seus olhos. Também na França, ele conhece outro Benedito, um cineasta, gay e também brasileiro. Juntos eles decidem construir esse filme, mas muita coisa parecia diferente.

Direção: Benedito Ferreira

Montagem: Thomaz Magalhães

 

CORPO E MURO

São Paulo (SP)

Corpo e Muro é a história de cinco mulheres encarceradas que reflete a realidade de um sistema social desigual. Nina, Leia, Coringa, Sandra e Elisabette são detentas da Cadeia Pública de Franca, no Estado de São Paulo. O documentário acompanha o dia a dia dessas vidas esquecidas e propõe uma reflexão sobre a complexidade e contradição da nossa sociedade. Além de dar voz a esta realidade, Corpo e Muro é uma grande imersão nas expectativas e frustrações dessas mulheres. Sobretudo, é um filme sobre o humano.

Direção: Júlia Hannud e Catharina Scarpellini

Montagem: Renato Maia

 

DIA DE FOLGA

Brasília (DF)

“Dia de Folga” é um documentário que traz como temática central a vida das mulheres. Hoje, elas compartilham com os homens o trabalho remunerado e mantêm as responsabilidades sobre as tarefas domésticas e os cuidados com os filhos. Como a mulher está conciliando a vida familiar, vida pessoal e a vida no trabalho? Onde e como essas mulheres estão vivendo o seu dia de folga? O filme retrata a vida de quatro mulheres brasileiras, que se veem obrigadas a conciliar a vida familiar, a vida pessoal e o trabalho.

Direção: Patrícia Antunes

Montagem: Patrícia Antunes, Sérgio Serpa e Januário Júnior

 

JAPÃO

Goiânia (GO)

No interior de uma mina subterrânea de 250 metros de profundidade, um grupo de garimpeiros trabalha a procura de esmeralda, enquanto tentam sobreviver e voltar vivos para casa.

Direção e Montagem: Henrique Borela

 

OKUNRIN

Salvador (BA)

Okunrin é um documentário híbrido de longa-metragem que busca fazer uma investigação sobre o homem negro através do registro cotidiano.

Direção: David Aynan

Montagem: David Aynan e Vinícius Silva

 

QUANDO A GENTE É JUNTO

Goiânia (GO) / São Paulo (SP)

“Quando a Gente é Junto” aborda as vidas de pessoas trans, dentro do contexto afetivo e artístico e considerando o poder do “olhar de dentro”. Lu Hiroshi e Nube Abe têm feito registros desse grupo do qual os dois são pertencentes. O objetivo é alcançar com essas imagens de arquivo um projeto conciso que consiga passar a mensagem dessa investigação onde, pela primeira vez, os protagonistas da trama também ocupam o lugar por detrás das câmeras.

Direção: Lu Hiroshi; Nu Abe; Kaco Olímpio

Montagem: Agnes Vilseki

 

RAÍZES

Sâo Paulo (SP)

O documentário “Raízes” mostra a busca de Kelton pelo passado de sua família e sua origem. Nessa trajetória, se depara não apenas com as raízes de sua árvore genealógica, mas com o apagamento da história do povo negro brasileiro.

Direção: Wellington Amorim e Simone Nascimento

Montagem: Nayara Mendl

 

UM FILME DE VERÃO

Rio de Janeiro (RJ)

Durante o verão, Karol, Junior, Ronaldo e Caio estão no último mês das aulas na escola pública do Rio de Janeiro. Quando as férias chegam, as temperaturas alcançam 40 graus. Imersos nos fios emaranhados que cobrem o céu da favela e os súbitos apagões, estes quatro jovens são afetados pela crise da cidade e se reinventam diante da adversidade.

Direção:Jo Serfaty

Montagem: Cristina Amaral